Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

SÓ EM MIM

 

 

Só em mim…

Curvada perante o silêncio

Busco a razão de me consumir

Qual condenada a esta paixão

Que me devora as entranhas

Me domina o coração

 

Será castigo…

Será maldição…

Amar-te é crime assumido

Querer-te, doce perdição

 

Perdida ando na vida

Há muito a loucura me assomou

Ando louca de tanto te amar

E, amar-te mais, ainda vou

 

Serva da paixão, vou viver

Sinto que é esse o meu destino

A minha vida é tua,

Tua, por certo, até morrer

 

Entreguei-me em tuas mãos

Tínhamos tanto para dar

Dás-te inteiro a cada dia

Temos tanto a partilhar

 

Só em mim…

Me encontro em ti…

 

 

publicado por MIGUXA às 18:49
link do post | comentar | favorito
|
33 comentários:
De 100timento a 26 de Novembro de 2009 às 19:19
Achei sublime este poema, tão carregado de simbolismos e metáforas, falando de um amor tocado e sentido pelos dedos, pelos corpos, pelos gestos... é um poema que subtilmente fala da entrega que se passa a dois, intensa e ardente... a entrega dos calores dos corpos, da junção das almas, dos prazeres e das vontades. É um poema de amor presente.
Lindo...cada vez mais me surpreendes na tua escrita amiga do coração
Beijinhos e doce noite....vou levar....
De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 17:53
Rui,

É um poema de amor presente!!! É um facto inegável...
E preenche-me os dias, as horas até os segundos

Fico feliz por teres gostado e o elogio vindo de ti sabe ainda melhor.

Beijinhos com ternura
Margarida
De Rosinda a 26 de Novembro de 2009 às 20:20
ESTADO DE COMPLETA ENTREGA E ABANDONO, NOS BRAÇOS DO AMOR E DA PAIXÃO...
MUITO BONITO... CHEIO DE INTIMIDADE... GOSTEI MUITO.
BEIJINHOS
De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 17:56
onix,

Minha querida amiga,

Saem de mim as palavras à medida do que vou sentindo.

Agradeço as suas palavras carinhosas.
Continuação de boas melhoras

Beijinhos
Margarida
De ♥ Flor Cintilante ♥ a 26 de Novembro de 2009 às 22:03
Amiguxa di mio cuore

simplesmente ...M A G N I F I C O

só isso tenho a dizer.

beijinho cintilante***

te gosto
De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 17:59
Flor!!!!!

És tu amiga do coração.

Fico tão feliz de te ter por aqui e obrigada pelo mimo.

Tudo de bom para ti jóia

Beijos doces e xi-
Margarida
De ♥ Flor Cintilante ♥ a 27 de Novembro de 2009 às 19:57
euzinha para te dar um xi -coração e uma beijoka cintilante...
De MIGUXA a 28 de Novembro de 2009 às 00:23
Obrigada minha querida e uma vez mais para ti tudo de bom.

Vais retornar ao nosso convívio ou não te sentes ainda recuperada?

Já tenho saudades dos teus versos , da tua companhia

Beijos ternos
De cuidandodemim a 26 de Novembro de 2009 às 23:19
E quem ama assim sabe do que fala! Pode ser um pouco escravo do amor, mas ao menos dedica-se a ele de corpo e alma...
Bjns
De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 18:03
Miguinha,

Esta "escravidão" tem um sentido poético mas, ainda assim poderia ser lida como uma escravidão desejada e consentida.

Noite de sonhos lindos
Beijos ternos
Margarida
De M.Luísa Adães a 27 de Novembro de 2009 às 10:55
"Só em mim"

Enche a taça de silêncio
Se consome de paixão
Que lhe domina o coração.

Não é castigo,
Não é maldição,
Mas um estar de
Dependência
Difícil de explicar.

A metáfora envolve o sentir,
Se mistura na loucura
Se perde numa perdição.

Mas a entrega é tua e dele,
Se há perdição
Se perdem os dois,
Ou se encontram os dois
Num amor Eterno...
De Paixão...

Gostei do poema e lhe respondo como sei,
Bem, mal, não sei,
Mas é verdadeiro
Isso eu sei!

Com amizade,

Maria Luísa

De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 18:08
Maria Luisa,

Amiga,

A tua resposta ao meu poema deixa-me enternecida, tu sabes bem o que é o amor, a paixão que pode dominar sem controle dois seres...

Agradeço a tua participação que me deixa sempre muito feliz.
Beijos
Margarida
De M.Luísa Adães a 28 de Novembro de 2009 às 11:54
Enquanto possível, participo no amor, nos desenganos, na dor, de meus amigos.
E não posso deixar de participar contigo!

Com amizade,

Mª. Luísa
De MIGUXA a 29 de Novembro de 2009 às 00:02
De M.Luísa Adães a 29 de Novembro de 2009 às 10:31
Margarida

Um sorriso e uma flor, são suficientes para mim.

Nada mais peço e também, necessito muito de Paz!

Procurei essa paz no virtual, me enganei...
Tantas vezes me tenho enganado
E ainda não aprendi,
a sarar as feridas
que se vão abrindo,
mercê desses desenganos.

As flores e o sorriso são o bálsamo,
a amortecer o desengano.
Não teu,
não meu,
mas dos Outros...

Com carinho, agradeço

Maria Luísa

De MIGUXA a 29 de Novembro de 2009 às 21:11
Maria Luísa,

Sinto a cada comentário teu, uma tristeza implicita, uma desilusão constante, algum desalento e muita necessidade de apoio...desculpa, mas é o que ultimamente transparece na forma como escreves, no que respeita o relacionamento com o mundo virtual. Tens tantos amigos que apreciam a tua capacidade excepcional para a poesia, que te apoiam, te comentam, te dão o conforto de palavras amigas..., fico perplexa quanto ao teu desencanto??? Sempre que precises de mim sabes que estou aqui para te ouvir e trocar uma palavra de amizade.

Não te inibas, estou a falar com o coração nas mãos.

Isto é claro, se achares que sou merecedora.

Uma noite de paz e amor
Beijos ternos
Margarida
De M.Luísa Adães a 30 de Novembro de 2009 às 09:34
Miguxa

Como é possível ter tanto encanto
como doçura no teu canto.

Te adoro por seres assim, como eu gosto,
por me mandares "Amigos", como Fernando Pessoa
a mim que em miúda tanto li os versos dele
e tanto os amei e amo.

Segui a réstea de luz de seu canto
e me enebreei com seu dizer
e adorei seus poemas
e me liguei a ele,
na pobreza de meus cantos.

E continuo pobre, Miguxa querida,
Continuo pobre, na minha escrita.

Estou desiludida, mas reconheço
que tenho amigos lindos
que merecem tudo quanto escrevo.

Mas eu não escrevo,
eu coloco meu sentir em palavras
e tanto sou entendida...

Que peço mais ? Se tenho tudo ?

Sabes, Miguxa, não gosto de perder amigos,
não gosto que me digam. Escreves "poesia livre",
não gosto!
Talvez queira mudar os outros
quando eu tenho de mudar
e aprender que nem todos me amam
como eu gosto.
Mas isso é natural e humano,
Mas não aprendo a lição
pois "Não sei viver"...

Todas as palavras são poucas e pobres para ti,
Tu mereces muito mais!

Mas talvez eu seja poeta livre e desiludida
e ainda não tenha aceite
ser assim chamada!

Entendes, minha querida? Entendes? Diz que sim!
Me comoveste! A música acompanhou meu sentir e
muito bem. Terminou!

Maria Luísa
De MIGUXA a 30 de Novembro de 2009 às 11:27
Maria Luísa,

Acho que te entendo sim
É a eterna insatisfação que em ti está exponenciada, quando se é perfeccionista tudo se nos depara como imperfeito, quer seja o que se faça, quer o que nos digam sobre o que fazemos...Mas pensa - farei sempre o que no momento me parece o melhor e quanto à opinião de quem te lê, desde que seja sincera, terás sempre, divergências, porque ninguém é igual a ninguém...

As tuas palavras carinhosas deixaram-me feliz, gostaria de te ver sorrir, vá lá mostra-me que afinal sabes viver sim!!!!

Tua amiga
Margarida
De M.Luísa Adães a 30 de Novembro de 2009 às 09:38

Fernando Pessoa falou em "Amizade" eu tradizi em

"Amigos".

Beijos,

Mª. Luísa
De tangerina a 27 de Novembro de 2009 às 14:01
só mesmo em ti....
devoradora de amor e paixão
é assim que alimentas teu coração!!!

beijoca grande
De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 18:13
anna,

Minha doce Tangerina,

És o máximo, com que então "DEVORADORA" de amor e paixão

Para quê negar, tens razão
Só assim alimento o meu

Jokinhas
Adorote!!!
Margarida
De Fisga a 27 de Novembro de 2009 às 15:38
Olá amiga Margarida. Que beleza, que ternura. Eu dizia esta manhã a uma amiga em comentário, que estes textos não devem ser olhados como retalhos da vida do autor/a, mas antes a constatação de uma realidade carregada de amor e sentimentos muito nobres. Um grande beijinho deste amigo que desde a primeira hora admirou o seu trabalho. Eduardo.
De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 18:18
Eduardo,

Meu querido amigo,

Como sempre carinhoso, elogiador e uma simpatia .

Fico feliz pela sua presença e desejo-lhe tudo de bom.

Beijinhos ternurentos
Margarida
De Caminhando... a 27 de Novembro de 2009 às 18:13
Olá!
Este teu cantinho respira e inspira amor amiga Miguxa!

E amar verdadeiramente deverá ser assim mesmo, uma entrega e partilha total, fazendo com que o sentimento seja tão forte que, não há dia, hora ou até minuto em que a pessoa amada não nos venha ao pensamento (se é que não está lá constantemente) ;)
Um amor sempre em crescendo porque não deixa de ser regado.

Bjo grande terna amiga
De MIGUXA a 27 de Novembro de 2009 às 18:23
Minha querida e doce Joana,

A minha forma de amar vai transparecendo, pouco a pouco, nas linhas que aqui deixo, e os meus amigos já me vão conhecendo, fico feliz por isso.

Que todos os teus sonhos se tornem numa feliz realidade.

Beijinhos
Da tua amiga que te adora
Margarida
De 100timento a 27 de Novembro de 2009 às 21:48
Hoje Amiga do coração é daqueles dias cinzentos fora e dentro,é ( norte) e como faço sempre por volta das 19 horas tenho de abrir duas embalagens de comida para gatos pois tenho um casal de felinos que até na comida são diferentes e a única coisa que os une é a companhia...depois fui como sempre e fiz uma francesinha para muá he he e olha enquanto cozinhava saiu esta confusão de letras e palavras mas elas tinham um destino...TU:
Da varanda da minha alma...
li o teu poema que me acalma …

do terraço do meu olhar
vejo uma Amiga em que me abraço…

no corrimão do meu sentimento
estás tu cheia de luz…

na sala do meu pensamento
está a tua escrita que me embala…


Na cozinha do meu crescimento
estão dias meses de cumplicidade……

ès aquela que habita
em meu coração feito casa
és a melhor experiência que vivi…
Pois aprendi a palavra AMIZADE.



beijinho amiga do coração e perdoa este louco mas sempre amigo
De MIGUXA a 28 de Novembro de 2009 às 00:29
Mas que grande jantarada

Não percebo é como no meio da comida apareço eu mas tudo bem...
Os versos estão lindos como sempre e o que neles revelas deixam-me muito feliz e grata.

Obrigada pela amizade que criámos e vamos cimentando dia a dia.

Beijinhos ternos
noite serena e muita paz nesse coração inquieto
Tua amiga para sempre
Margarida
De 100timento a 28 de Novembro de 2009 às 10:45
Realmente será que agora sou canibal?...Não! somente me lembrei de ti
Beijinhos e doce semana
De MIGUXA a 28 de Novembro de 2009 às 11:56

Comentar post

Visitas

Contador de visitas
Besucherzähler
Contador de visitas

My music

blogs SAPO

arquivos

Abril 2016

Abril 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

posts recentes

SORRI...

Flutuo...

Minha Seara Madura

Abraçada a mim...

Na penumbra

Doce inveja

Silêncio...

Sede

Frutos de Verão

FELIZ ANO NOVO

tags

todas as tags