Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

CONTACTO

 

 

Sempre que te aproximas

Uma brisa morna

Sopra leve sobre nós

Envolvendo-nos sem apelo

Num imenso mar de chamas

 

Por entre aromas inconfundíveis

De intenso poder sensorial

Perdem-se os corpos

Tocam-se as peles

Em momentos aprazíveis

De relevo divinal

 

Beijos doces

Loucos

Apaixonados

São frutos frescos

Por ambos roubados

Quais eternos namorados

Perdidos na emoção

 

E logo, o amor é rei

Sem amarras e sem lei

Quando começa tu sabes…

Quando termina não sei…

 

 

publicado por MIGUXA às 18:35
link do post | comentar | favorito
|
19 comentários:
De cuidandodemim a 8 de Janeiro de 2010 às 19:29
Um contacto de amor não termina nunca porque nem que seja na lembrança, ele mantém-se...
Bjns
De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 14:28
Miguinha,

Concordo plenamente contigo.

Fica sempre algo nem que seja a réstea da lembrança...
Neste caso o contacto é perpetuado dia a dia...

Beijinhos
Margarida
De 100timento a 8 de Janeiro de 2010 às 21:36
Doce Amiga...os contactos nascem sob os dedos que traçam emoções e sentidos na pele. As curvas formam-se sob o olhar terno de quem pinta, não o corpo mas sim a alma que toca mesmo sem a ver... Assim faz magia o poeta que escreve nas palavras o amor! Beijo deste sempre Amigo
De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 14:36
Rui,

É essencial o contacto para que a vida brilhe na sua plenitude..Pouco importa a forma como se revela..

São palavras de poeta as tuas.

Dia cheio de no teu coração.

Beijos ternos
Tua amiga para sempre
Margarida
De Rosinda a 8 de Janeiro de 2010 às 22:14
AMIGA HOJE DEIXO-LHE UMA FRASE QUE NÃO SENDO MINHA, SE ADEQUA...
Aquilo que provamos quando estamos apaixonados talvez seja o nosso estado normal. O amor mostra ao homem como é que ele deveria ser sempre.
Beijinho

De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 14:39
onix,

Minha querida,

O amor é sereno, a paixão a inquietude do sentimento... mas, se assim não fôr como saberemos que estamos vivos.

Beijos doces
Margarida
De Sindarin a 9 de Janeiro de 2010 às 21:06
Maravilhoso estes aromas inconfundíveis deste amor que é rei. Lindo. Deixo um beijinho bfsemana amiga.
De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 14:46
Sindarin,

As tuas palavras doces deixam-me feliz. Na minha vida o amor é de facto rei...pouco mais me importa...


Beijos ternos
Margarida
De Fisga a 10 de Janeiro de 2010 às 11:57
Olá minha querida e doce amiga, Margarida. Tenho que lhe dizer que amei este seu poema, que li com muito prazer. Chamar-lhe lindo é uma ofensa, ele é linderrimo. Eu não resisti à tentação de o adicionar aos meus favoritos. Porque ao jeito do que é costume, fala de tudo o que é belo, e sacro. Teria imenso prazer em o encontrar ilustrando com toda a sua majestade, num livro que eu possuísse um dia. Parabéns. Um beijinho e um Domingo com muita paz e amor. Eduardo.
De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 14:49
Eduardo,

Meu doce amigo, como sempre enche-me de mimos, agradeço do coração as suas palavras.

Espero que a sua saúde esteja a retemperar serenamente.

Beijos carinhosos
Sua amiga do peito
Margarida
De Fisga a 12 de Janeiro de 2010 às 19:12
Olá minha querida amiga margarida. Antes de mais nada, dou-lhe os parabéns pela roupa nova com que ornamentou o seu espaço, além de bonita é sugestiva, casa lindamente com com as suas inspirações poéticas. Quanto aos mimos, acho que fazem parte da minha forma de agradar a quem fás por eles. A minha saúde, vai andando, como o Sol, neste tempo em que estamos. Um beijo, terno. deste amigo do coração. Eduardo.
De comunicadoras a 10 de Janeiro de 2010 às 13:48
O contacto do amor é sempre um alento...uma brisa fresca num dia de calor, um sol que brilha num dia chuvoso; quando ele começa sabemos sempre, quando acaba é uma incógnita; mas não pode acabar o amor...que faremos nós sem ele? Um beijinho, amiga e que ames e sejas amada sempre. Parabéns! Até breve
Emilia
De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 14:54
Querida Emilia,

Sendo o amor a essência, jamais poderá terminar...Pode eventualmente revestir-se de formas diversas mas, é sempre amor...
Agradeço o teu afago com mil beijos de ternura e para ti desejo do coração toda a felicidade do mundo.

Doce dia
Margarida
De Caminhando... a 10 de Janeiro de 2010 às 22:26
E é com o contacto que nos sentimos confortados, seguros e amados!

Beijo terno apaixonada amiga
De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 15:00
Doce Joana,

Que mais nos poderá deixar felizes que sentir que somos amados se não através do contacto, um abraço bem apertado de um amigo, um beijo doce dum familiar , uma troca de sorriso, um beijo apaixonado do nosso mais que tudo...

Beijinho carinhoso
Tua amiga do coração
Margarida
De cumplicedotempo a 11 de Janeiro de 2010 às 18:44
que doce ficou o teu blog minha amiga
reflecte sem duvida a enorme paixão da tua escrita , salientar tambem a tua sempre belissima escolha musical
saudades que tinha de te ler
prometo que irei ler atenciosamente todos estes belos poemas que por estes dias foram escritos
serão uma bela companhia para este voltar a rotina depois de umas merecidas mini ferias

beijo enorme de cumplicidade
De MIGUXA a 11 de Janeiro de 2010 às 19:10
Carlos,

Já tinha sentido a tua falta, sabes como é, habituamo-nos ao miminho e depois....

Estiveste de férias, espero tenham sido recuperadoras.

Quanto ao new look já tive vários entretanto, está como que em mutação, logo se vê...Gostas como está, fico feliz por isso.

Agradeço as tuas habituais palavras de carinho do fundo do coração.

Noite de Paz e Amor
Beijos cumplices
Margarida
De Sheila a 12 de Janeiro de 2010 às 00:42
Doce e Querida Amiga,
És uma força da Natureza e é tão bom ler-te e sentir o calor dos teus sentimentos que me aquece a alma e ajuda a dissipar a minha fraca energia de hoje.
Desculpa não te visitar tão assiduamente.
Estás no meu coração sempre minha querida e nunca te esqueças disso. Prometes?
Que o amor te continue a acompanhar sempre.
Beijinhos doces e ternos
De MIGUXA a 12 de Janeiro de 2010 às 16:28
Sheila,

Minha querida amiga,

Fico tão feliz com a tua presença e agradeço do fundo do coração as tuas doces palavras.
Entendo perfeitamente os motivos da tua ausência, não que tivesses que te justificar mas, apenas porque receei ter havido da minha parte algo que tivesse feito esmorecer a nossa amizade. Posta de parte essa hipótese, prometo não esquecer que estamos destinadas a ser amigas para sempre.

Beijos carinhosos
Margarida

Comentar post

Visitas

Contador de visitas
Besucherzähler
Contador de visitas

My music

blogs SAPO

arquivos

Abril 2016

Abril 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

posts recentes

SORRI...

Flutuo...

Minha Seara Madura

Abraçada a mim...

Na penumbra

Doce inveja

Silêncio...

Sede

Frutos de Verão

FELIZ ANO NOVO

tags

todas as tags