Terça-feira, 20 de Setembro de 2011

Mão na Mão

 

 

Mão na mão

 

Suave toque

 

Com doces palavras

 

Sensualidade forte

 

Mexes intensamente

 

Com o meu coração

 

 

Saudade que me dói

 

Não esmorece...

 

No meu peito esta ternura

 

Jamais adormece...

 

 

Sonho a cada momento

 

Tua carícia retomar

 

Peço à Luz te acompanhe

 

Para de novo te abraçar

 

 

 

publicado por MIGUXA às 22:53
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Abril de 2011

Saudade

 

 

 É demasiado forte a tua presença

 

Meu ser recusa aceitar a tua ausência

 

Criaste um mundo de laços apertados

 

 Ficámos para sempre ligados

 

 

Recrio e releio os teus pensamentos

 

Tuas mãos chegam a tocar-me por momentos

 

Sinto a doçura do teu dizer

 

Oiço tua voz como música que eleva meu ser

 

 

Mas quis a sorte separar-nos

 

A dor cresce sem cessar

 

Apenas restam momentos passados

 

Partiste

 

Não poderei voltar a te abraçar

 

 

 

Sentir a morte vivendo

 

Dói

 

E

 

A vida corre sofrendo

 

 

 

publicado por MIGUXA às 03:05
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
|
Terça-feira, 31 de Agosto de 2010

Perdidamente apaixonados

 

 

Cada momento

 

Cada derrota

 

Cada vitória

 

Faz da nossa caminhada

 

Uma conquista partilhada

 

 

Juntos

 

Perdidamente apaixonados

 

Cometendo loucuras de amor

 

Quais jovens enamorados

 

 

Longe

 

Doem-nos imensamente as saudades

 

Ansiamos o reencontro

 

Beijos

 

Meiguices

 

Abraços

 

e

 

Outras leviandades

 

 

Jogo

 

A dois que não termina

 

Disputa de quereres divina

 

Mas

 

O empate é nossa sina!

 

publicado por MIGUXA às 22:08
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
|
Quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

CHUVA NO CORAÇÃO

 

Estamos, a passo acelerado,

A entrar na época natalícia. 

 

O frenesim,

A loucura desmedida

A compra dos presentes tão esperados,

O vaivém ininterrupto, casa shopping casa, 

 

A mesa de Natal

Tão cheia e tão vazia...

A meia-noite, a ceia,

Castelo de ilusões criado à volta deste acontecimento,

 

E, afinal, nada...

 

Procuro, determinada, encontrar o por quê...

Não encontro razão, apenas o vazio...

Lembro-te com saudade doída,  minha doce figura...

Ano após ano, os teus olhos rasos de água, indicavam o desfecho...

Alegria incontida, numa alma tão dorida...

 

É o que lembro doce mãe...

 

Natal é Nascimento

Nunca poderia ter sido morte... 

 

 

sinto-me: saudosa de ti
tags:
publicado por MIGUXA às 17:23
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

SÓ MAIS UMA VEZ

 

Na frescura do teu corpo

Minha alma aquece docemente

No sabor do teu beijo

Enlouqueço lentamente


Sabes que te quero demais

Aceita-me como sou

Entre gemidos e ais

Chamas por mim e eu vou


Por cada abraço teu

Tremo quando me soltas

Parte-se-me o coração

Sentir que vais e não voltas


Só mais uma vez

Repetes constantemente

Uma e outra e tu não vês

A cada despedida

Vou morrendo lentamente

 

 

 

sinto-me: PERDIDA POR TI
publicado por MIGUXA às 21:26
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

SAUDADE

 

Querido e jovem amiguinho...

Que força te levou, insensível ao teu" bem querer"...

Que impotente me senti quando te quis dar a mão...

Não voltarei a ler-te...e dói-me imenso...

Mas jamais te vou esquecer...

Descansa para sempre em paz, Nuno..

 

Pequena Grande alteração ao meu texto

 

 É com grande tristeza que fui informada que A MORTE que me deixou de rastos, não passou de um logro, de uma farsa de muito mau gosto. 

Não vou certamente esquecer o NUNO que, afinal e ainda bem, está aparentemente de boa saúde.  No entanto, continuo a pensar que ele precisa de ajuda e urgente.  A minha dor tem agora outro teor, dor pela insensibilidade que este jovem revelou mas, quem sabe, de tão mal amado não consegue amar ninguém...

 

Peço mil desculpas, por ter inadvertida e ingenuamente induzido terceiras pessoas (amigos que muito prezo) em erro.

 

Não, não vou apagar este "post" - Servirá de exemplo, para quem o queira tomar como tal.  Para mim, nada mudou, continuo igual a mim mesma, susceptível à dor do próximo e isso não tem remédio. 

sinto-me: Revoltada contra o destino
publicado por MIGUXA às 21:02
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

DESPEDIDA

 

Não é facil dizer adeus

Despedires-te de alguém que queres ou quiseste muito

Não é fácil dizer adeus

Quebrares os encantos de antigamente e recreares uma nova vida

Não é fácil dizer adeus mas, tantas vezes é inevitável....

música: time to say goodbye - Sarah Brightman
publicado por MIGUXA às 23:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 13 de Abril de 2008

SOLIDÃO

 

Momentos passados que não voltarão jamais

LEMBRANÇA de aventuras inesgotáveis que nos trazem saudade...

 

sinto-me: Tal e qual
música: ALL BY MYSELF
publicado por MIGUXA às 20:44
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Março de 2008

AVEC LE TEMPS....

AVEC LE TEMPS
AVEC LE TEMPS VA TOUT S'EN VA...
AVEC LE TEMPS
AVEC LE TEMPS  TOUT S'EVANOUI
AVEC LE TEMPS VA
TOUT S'EN VA
ON OUBLIE LES PASSIONS
ON OUBLIE LES MOTS
AVEC LE TEMPS VA
TOUT S'EN VA
AVEC LE TEMPS ON N'AIME PLUS....
sinto-me:
música: AVEC LE TEMPS - LÉO FERRE
publicado por MIGUXA às 22:33
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 23 de Março de 2008

SEM DÚVIDA....

 

Entardeceu...

O sol penetra lentamente nas águas profundas do oceano como que espreguiçando-se no leito aberto do nosso horizonte qual chama vermelha esbatendo-se no azul quase negro do mar
Sem rosto, a memória  de dois corpos soltos no areal unidos apenas pela força insensata do desejo sobrepõe-se a qualquer outra imagem
E o sangue aflora-lhe na face, as mãos tremem de insegurança
Do peito batimentos incontrolados parecem ouvir-se no silêncio apenas perturbado pelo marejar das ondas e esvoaçar das gaivotas
E o tempo vai e volta, intemporal.....
Segredos segredados aos ouvidos ensurdecidos pelo calor de um abraço, pelo entrelaçar dos corpos, pelo enlear das almas, pelos despojos de um amor

que não termina nunca.... 

sinto-me: A navegar
música: why lovers - century
publicado por MIGUXA às 23:02
link do post | comentar | favorito
|

Visitas

Contador de visitas
Besucherzähler
Contador de visitas

My music

blogs SAPO

arquivos

Abril 2016

Abril 2013

Março 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

posts recentes

Mão na Mão

Saudade

Perdidamente apaixonados

CHUVA NO CORAÇÃO

SÓ MAIS UMA VEZ

SAUDADE

DESPEDIDA

SOLIDÃO

AVEC LE TEMPS....

SEM DÚVIDA....

tags

todas as tags